Saiba Como Calcular o CPK Para Sua Frota! | MaxiFrota - Sistemas De Mobilidade
30 de novembro, 2022 3421
Gestão de Frotas
Artigo Artigo

Saiba Como Calcular o CPK Para Sua Frota!

Aqui no blog da MaxiFrota falamos muito sobre desempenho, eficiência e economia, quando o assunto é gestão de frota.

E uma das maneiras para você ter uma maior eficiência ao lado de economia, é sabendo o CPK de cada veículo que compõe a sua empresa.

Pensando nisso resolvemos escrever este pequeno guia com o intuito de fornecer informações a respeito do tema e ajudar na sua jornada.

Boa leitura!

Sem tempo para ler? Escute todo o conteúdo no áudio abaixo!

O que é CPK e qual a sua utilidade?

CPK é uma sigla cujo significado quer dizer: custo por quilometro rodado. Ou seja, quanto cada veículo da sua frota gasta para rodar 1 km.

E isso envolve basicamente todos os custos fixos e variáveis que infringe sobre o seu veículo.

Basicamente é uma métrica muito importante para gestores de frotas tomarem as melhores decisões possíveis a respeito do veículo, isso porquê com o CPK é possível saber quanto custa para a empresa aquele carro que está parado há um bom tempo, por exemplo.

Podemos utilizar essa métrica tanto para saber o valor exclusivamente dos pneus, como por exemplo, do veículo como todo.

Antes de continuarmos, é necessário que você entenda o que é custo fixo e o que é variável, para ter um cálculo mais preciso e correto.

Custos Fixos Para o CPK

Custos fixos são aqueles que já são esperados e não se alteram com o passar do tempo, como por exemplo:

Garagem;

IPVA;

Seguros;

Licenciamentos.

Custos Variáveis Para o CPK

Nesta modalidade entram aqueles custos que aumentam ou diminuam e muitas vezes podem ser que não sejam esperados, como por exemplo:

Abastecimento;

Pneus;

Troca de óleo;

Manutenção preventiva.

Além dos fatores listados acima, existem diversos que podem interferir no valor do CPK do veículo, como por exemplo:

Custos administrativos;

Segurança da frota;

Motorista;

Depreciação;

Manutenção repressiva;

Marca e modelo do veículo;

Quilometro rodado;

Histórico do carro.

Como se calcula o custo por km rodado?

Após você ter conseguindo listar o máximo de custos fixos e variáveis que um veículo de sua frota tem, é simples conseguir calcular, basta seguir a seguinte fórmula:

CPK = CF + CV / Km rodado

Onde:

CPK: Custo por quilometro rodado.

CF: Custos fixos

CV: Custos variáveis.

Vale a pena calcular o CPK?

Muitos gestores de frota se perguntam se vale a pena calcular o custo por km rodado para a sua frota. A resposta é: depende.

Calcular o custo por km rodado é uma ótima maneira de identificar onde estão os gastos maiores da sua frota e, assim, tomar medidas para reduzi-los.

No entanto, o custo por km rodado não é o único indicador que deve ser considerado. É importante levar em conta outros fatores, como a manutenção dos veículos, o combustível e o número de acidentes.

Vantagens

A principal vantagem de se calcular o custo por km rodado é que você consegue ter uma ideia mais exata dos gastos da sua frota.

Isso é importante para saber onde investir para melhorar a eficiência da frota e, consequentemente, reduzir os custos.

Além disso, o custo por km rodado também pode ser usado como benchmarking, ou seja, como forma de comparar o desempenho da sua frota com a de outras empresas.

Desvantagens

A principal desvantagem de se calcular o custo por km rodado é que ele pode não ser o indicador mais preciso.

Isso porque existem outros fatores que podem influenciar os custos, como a manutenção dos veículos, o combustível e o número de acidentes.

Além disso, o custo por km rodado pode variar de acordo com o tipo de veículo e a região onde a frota está operando.

Conclusão

Sabemos que existem diversos indicadores que podem ser úteis na hora de mensurar a eficiência de uma frota. O CPK é um deles, entretanto, não é só ele que deve ser utilizado e é importante na hora de buscar uma avaliação mais ampla.

Para completar a sua leitura, recomendamos a leitura dos seguintes artigos:

Lembrando a você que basta clicar no título para ir direto ao conteúdo.

Gasto Com Combustível Na Frota: Como a Maxifrota Pode Ajudar?

Gestão de Frota e Tecnologias: Como Elas Contribui Para Uma Maior Eficiência

KPIs na Gestão de Frotas: Os 5 Principais Indicadores e Como Analisar