Como funciona a compensação de carbono nas frotas?
2 de outubro, 2023 883
Sustentabilidade no transporte
Artigo Artigo

Compensação de carbono: uma abordagem sustentável para a sua frota

A compensação de carbono nas frotas de veículos está ganhando destaque, à medida que o transporte se posiciona como um dos principais emissores de poluentes atmosféricos. 

Essa prática desempenha um papel significativo na adaptação das empresas às diretrizes de sustentabilidade e ESG, uma vez que a redução das emissões de CO² não apenas beneficia o meio ambiente, mas também a saúde humana.

À medida que as empresas buscam maneiras de reduzir suas pegadas de carbono, estratégias que envolvem veículos verdes, biocombustíveis e uma gestão mais eficiente do consumo de combustível tornam-se essenciais. 

Confira a seguir como as empresas podem alinhar suas frotas com objetivos de sustentabilidade e eficiência ambiental.

O que é compensação de carbono?

A compensação de carbono, também conhecida como descarbonização, é uma estratégia voltada para a redução das emissões de carbono prejudiciais ao meio ambiente. Nas frotas de veículos, essa abordagem envolve a adoção de práticas como a aquisição de veículos mais eficientes e utilização de combustíveis alternativos.

O termo “compensação” reflete a ideia de equilibrar as emissões por meio de ações específicas, e isso pode ser alcançado de diversas formas.

Uma delas é o plantio de árvores, que absorvem o carbono da atmosfera.

Outra maneira é pela aquisição de créditos de carbono em projetos que visam capturar o CO² da atmosfera. Isso pode incluir projetos de geração de energia a partir de biomassa ou iniciativas de redução do desmatamento.

Além disso, o carbono “economizado” por uma frota pode ser vendido como créditos de carbono para outras empresas que ainda não implementaram medidas de redução de emissões. Essas empresas adquirem esses créditos como uma forma de compensar suas próprias emissões de carbono, ao mesmo tempo em que apoiam iniciativas sustentáveis.

Importância da compensação de carbono

O excesso de carbono na atmosfera tem sérias consequências, incluindo a redução da oxigenação, o que pode contribuir para o desenvolvimento de doenças respiratórias e infecciosas.

Além disso, ele desempenha um papel significativo no aquecimento global e, em casos mais graves, pode estar relacionado ao surgimento de doenças como o câncer.

Atualmente, existem várias leis e regulamentações que abordam essa questão, destacando-se a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Esses problemas são especialmente relevantes no contexto de frotas de veículos pesados, que geralmente utilizam o diesel como principal combustível, já que a queima desse combustível fóssil é uma fonte significativa de emissões de carbono.

Benefícios da compensação de carbono na prática

A compensação de carbono traz uma série de benefícios para o meio ambiente, incluindo o aumento da biodiversidade, a preservação de habitats naturais para animais e plantas, uma melhoria na qualidade do ar e da água, a redução do desmatamento e uma gestão ambiental mais eficaz em geral.

Além disso, essa prática também apresenta vantagens em outras áreas, como aspectos culturais e econômicos. Isso inclui a criação de empregos, a promoção da saúde das comunidades, o fornecimento de energia limpa e acessível, entre outros.

Como reduzir as emissões de carbono na frota?

Fazendo o descarte correto de materiais

É crucial descartar de forma correta produtos químicos, embalagens contaminadas e pneus usados.

Quando esses materiais são descartados de forma inadequada, eles podem vazar e contaminar o solo e as águas subterrâneas. Isso não apenas polui o meio ambiente, mas também exige esforços significativos de limpeza, que consomem recursos e aumentam as emissões de carbono.

O descarte correto pode incluir a reciclagem de embalagens e a recuperação de óleos encaminhados para reutilização. Isso reduz a necessidade de fabricar novos materiais a partir de matérias-primas virgens, economizando energia e recursos naturais, e, portanto, reduzindo as emissões associadas a esses processos.

Realizando a manutenção preventiva dos veículos

A manutenção preventiva, que inclui trocas regulares de óleo, verificação de filtros de ar e combustível, e ajustes de componentes mecânicos, ajuda a manter os veículos operando em sua melhor forma. 

Isso resulta em um funcionamento mais eficiente do motor, o que significa que o veículo consome menos combustível para percorrer a mesma distância, reduzindo as emissões de carbono associados tanto ao consumo normal de combustível quanto à situações de queima incompleta dos gases por mau funcionamento do motor.

Os vazamentos de fluidos, como óleo, líquido de arrefecimento e fluido de transmissão também são um problema evitado com a manutenção preventiva. Esses itens não apenas prejudicam o desempenho do veículo, mas podem causar contaminação ambiental.

Utilizando rotas estratégicas e otimizadas

Rotas otimizadas ajudam a minimizar a distância total percorrida pelos veículos da frota para completar suas entregas ou viagens. Isso significa menos tempo na estrada, menos combustível queimado e, portanto, menos emissões de carbono. 

Quando os veículos ficam presos no trânsito ou em locais de espera, eles geralmente permanecem ligados, o que consome combustível desnecessariamente e resulta em emissões adicionais de carbono. Rotas bem planejadas podem minimizar esse tempo de ociosidade.

Optando por veículos mais econômicos

Esteja atento ao desempenho de seus veículos. Avalie regularmente quais estão em boas condições e quais precisam ser retirados de operação para contribuir com a compensação de carbono de sua empresa.

Além disso, fique de olho no mercado de automóveis, entendendo quais novos modelos podem ser adquiridos e contribuem com os objetivos de redução da pegada de carbono da empresa.

Focando em veículos que aceitam formas alternativas de combustível

Utilizar veículos que funcionam com combustíveis alternativos, como etanol de cana ou biodiesel, é uma excelente forma de compensar as emissões de carbono da frota. Os veículos elétricos são outros que ganham mais espaço em frotas e operações de transporte.

Entenda melhor como a sua gestão de frotas pode praticar a compensação de carbono e qual o seu papel na redução de desastres naturais. Baixe nosso guia gratuito sobre o assunto.