Tipos De Motoristas Para Uma Frota: Agregado, CLT e Terceirizado
1 de novembro, 2022 1807
Gestão de Frotas

Tipos De Motoristas Para Uma Frota: Agregado, CLT e Terceirizado

Um dos pilares de qualquer frota com certeza são os motoristas, eles são responsáveis diretamente pela eficiência de uma frota. Não adianta nada uma empresa ter a melhor logística interna e as melhores tecnologias a sua disposição, se a mesma não possui bons colaboradores, aqueles que farão a diferença no dia a dia.

Entretanto, é necessário saber que existem 3 tipos praticamente de motorista, em 3 formas de contrato diferente, e é sobre isso que vamos falar hoje. Motorista agregado, CLT e Terceirizado.

Boa Leitura!

Sem tempo para ler o artigo? Escute ele em áudio!

Motoristas agregados

Os motoristas agregados é um profissional que presta serviços de transporte a pessoas ou empresas que não possuem um transporte próprio.

Agregado é um termo usado para definir o profissional que atua como parceiro de uma empresa ou pessoa física, prestando serviços. Ou seja, o agregado é o dono do veículo que faz o transporte, sendo o responsável pelo seu funcionamento e manutenção.

Ele pode atuar de forma autônoma ou como funcionário de uma transportadora.

Motorista Sob Regime CLT

Aqui temos o tipo que é funcionário integro da empresa e segue todo o regime de consolidação de leis trabalhista. Ou seja, é aquele que é contratado e a empresa deve lhe fornecer todo suporte, direitos, deveres e etc. de acordo com o exposto na lei.

Aqui, as empresas devem fornecer tudo o que é necessário para o mesmo desenvolver as suas atividades com afinco e eficiência.

É um dos regimes mais comum que temos hoje, bastante eficaz, pois as empresas conseguem desenvolver um controle mais de perto e saber com mais precisão todos os fatos.

Motorista Terceirizado

Motorista Terceirizado

É quando a empresa contrata motorista de uma outra instituição, ou seja, como o próprio nome já diz, ela terceiriza este serviço.

A principal vantagem de fazer isso é que a empresa não precisa se preocupar com as questões administrativas e operacionais relacionadas aos motoristas, como treinamento, licenciamento, seguro e folha de pagamento. Além disso, a empresa pode escolher entre um grande pool de motoristas com diversas habilidades e experiências, o que ajuda a garantir que sempre haja um motorista disponível para atender às suas necessidades.

No entanto, a terceirização também pode ter alguns desvantagens. Por exemplo, a empresa não tem controle total sobre os motoristas e pode haver algum desacordo sobre o serviço prestado. Além disso, a empresa pode acabar pagando mais pelos serviços de um motorista terceirizado do que se ela mesma contratasse um diretamente.

No final, a decisão de terceirizar ou não os serviços de motorista depende da situação específica da empresa e de suas necessidades. Se a empresa precisa de flexibilidade e de um grande pool de motoristas para escolher, a terceirização pode ser a melhor opção.

Agora se ela quer ter mais controle sobre seus colaboradores e pode pagar um pouco mais por isso, então ela pode optar por contratar um motorista diretamente.

Conclusão

Em suma, neste artigo falamos sobre os 3 tipos de motorista que podem compor a sua frota, suas vantagens e desvantagens para que assim você possa escolher o que melhor se adapta a sua situação.

Veja também:

Como Motivar o Motorista a Fazer a Média de Combustível