Como ter mais economia com abastecimentos na frota
7 de abril, 2020 1661
Gestão de Frotas
Artigo Artigo

ABASTECIMENTO X ECONOMIA: COMO RESOLVER ESSA GESTÃO DE COMBUSTÍVEL?

Se você caminhar pelas ruas, vai perceber que a quantidade de carros que circulam pelas avenidas aumentou. Segundo o ‘Mapa da Motorização Individual no Brasil 2019’ – Pesquisa realizada pelo Observatório das Metrópoles da Universidade Federal do Rio de Janeiro – a quantidade de frota de automóveis no Brasil, nos últimos 10 anos praticamente duplicou: em 2008 haviam 37,1 milhões de automóveis nas ruas.

Em 2018, o número subiu para 65,7 milhões. Diante desse cenário, há também um aumento na quantidade de motoristas que acompanham o preço do combustível, seja etanol, gasolina ou diesel e que fazem o possível para manter sua gestão de combustível.

No ano de 2020, o preço do combustível também não está favorável: segundo uma matéria do G1 com a ANP – Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, o preço médio do litro do combustível encerrou em R$ 4,55, no ano de 2019. Foi uma média de 4,85% mais cara do que na mesma época, em 2018.

O que dizer desses big numbers?

Os números apontados pela UFRJ e pela ANP demonstram que a grande quantidade de automóveis nas ruas e o valor da gasolina, fazem os motoristas e empresários estarem mais atentos ao bolso. A atenção ao fluxo financeiro influencia na busca por uma eficiente gestão do combustível, justamente por ser o gasto cotidiano de quem trabalha com veículos.

Além do gasto cotidiano, o alto índice de automóveis nas ruas aumenta os engarrafamentos, estresses e transtornos. E isso, sem dúvidas, reverbera nos bolsos. 

Quais são os problemas que geram custo com combustível?

  • O aumento do valor do combustível (já sinalizado!);
  • Falhas na partida;
  • Perda de potência do motor.

Gasolina adulterada e a diferença do preço do combustível são outros pontos determinantes para análise da gestão de combustível na hora que o medidor de combustível sinaliza o “empty”.

Estas são situações que comuns que um motorista de frota pode encontrar e, se não for controlado, a despesa no final do mês ficará fora de controle. E não é isso que o dono de frota quer, não é mesmo?! Por isso, é importante manter-se atento com mais algumas dicas para fazer a gestão de combustível na sua frota e economizar durante o dia a dia do trabalho da equipe:

  • Respeite troca de marcha – faças as trocas de marcha mantendo o giro do motor compatível com ela, assim você reduz o desgaste do sistema de alimentação e, por consequência, o consumo de combustível.
  • Manutenção atualizada! – Fazer o check-up corretamente do veículo, evita o consumo exagerado do motor e aumenta sua vida útil do automóvel.
  • Repense o uso do ar – o consumo de combustível também está ligado ao uso do ar condicionado, uma vez que o equipamento é operado pelo motor.
  • Nada de “Need For Speed” – Não é preciso acelerar com carro desengatado. Atualmente os propulsores contam com injeção eletrônica o que faz o carro andar mesmo no frio.
  • Vá tranquilo! – Acelerar e frear bruscamente são sinônimos de uma direção agressiva. Além de criar riscos para os motoristas e passageiros, faz o carro consumir mais combustível devido à alta variação de velocidade em pouco tempo.
  • Mantenha o equilíbrio – Sempre que possível, mantenha uma velocidade constante, a variação de velocidade acaba por consumir mais combustível.

Estas são algumas dicas que podem ajudar a fazer sua gestão de combustível e que devem ser passadas para a sua equipe de frota! Porém, ainda são o ponto de partida no debate entre abastecimento x economia.

Como resolver esse problema?

Mesmo adotando as medidas passadas, ainda é incerto que as dicas vão impactar concretamente na economia dos custos no final do mês. Além do que, as ações de economia estarão restritas apenas aos motoristas de frotas. É muito importante que o dono da frota tenha controle sobre seu negócio. É importante para você, dono de frota, desenvolver um controle de abastecimento, implantando sistemas, negociando com postos de confiança, orientando sua frota. Esses sim são diferenciais para que você tenha domínio e perspectiva dos seus automóveis, fluxo e custos.

E quais são os benefícios de uma gestão de combustível?

Dentre os diversos benefícios, para uma boa gestão de combustível, o dono de frota pode planejar, juntamente com seus motoristas o planejamento de rotas econômicas. Essa primeira medida, contribui e muito para a economia, por que, além de identificar quais as melhores rotas, com as melhores pistas e asfaltos, com previsão de pedágios, ainda são possíveis elencar os postos mais confiáveis.

Fazer a identificação dos melhores postos é outra medida importante para o controle de abastecimento: conserva o sistema de alimentação com combustível de qualidade e lubrificáveis, com o preço que o gestor pode pagar.

Tais medidas são importantes para o controle do desempenho do motorista, ao fazer o planejamento da viagem, é possível comparar a expectativa e realidade, adequando o trabalho para o que é palpável e econômico.

Para isso, conheça a MaxiFrota Gestão de Abastecimento de Combustível.