Entenda a Gestão de Abastecimento em 4 passos

Com uma rede de 1.720.700 quilômetros de estradas e rodovias nacionais, o transporte rodoviário se configura como o principal sistema logístico do Brasil. 61,1% de todas as cargas movimentadas no país passa por essas vias.

As estradas tomaram forma no início da república, quando o transporte rodoviário foi tido como prioridade pelos governos. Dessa forma, ele desbancou os modais ferroviário e fluvial.  

Diante desse cenário, os caminhoneiros são fundamentais para a logística de toda a extensão do território brasileiro. São eles que transportam itens fundamentais para o abastecimento das cidades, estados e regiões localizadas nas fronteiras do país.

Assim como os caminhoneiros, os motoristas de ônibus, de táxis e de carros de transporte particular, também possuem uma grande responsabilidade ao transportar vidas e objetos pelas vias do país.

Economia no abastecimento

Se tratando de transporte por rodovias, um dos maiores desafios das frotas automotivas é o gerenciamento de gastos com combustível. A mudança dos preços dos aditivos e o duvidoso controle de qualidade promovido pelos postos nas rodovias do país são grandes inimigos dos motoristas.

Além disso, existem diversos outros fatores que implicam na má utilização do combustível. Eles podem levar o veículo a consumir mais aditivo do que deveria, implicando em um gasto comprometedor para o orçamento da sua empresa. 

Não verificar a saúde dos pneus: O que pode aumentar o gasto de combustível de um veículo é justamente o nível de pressão incorreto nos pneus. A pressão insuficiente aumenta a atividade – consequentemente obrigando os motores a rodarem ainda mais.

Quando se aumenta a vida útil dos pneus, a economia aumenta junto. Por isso é preciso verificar junto aos condutores a pressão de todos eles (incluindo o step) evitando um gasto desnecessário.

Falta de manutenção: É muito importante estabelecer um cronograma de manutenção preventiva dos veículos da frota. A manutenção permite que se tenha sempre a mecânica em ordem e em bom funcionamento, o que garante a redução do consumo de combustível.

Não planejar as rotas: os motoristas são os principais responsáveis pelo trajeto, mas pensar unidamente nos caminhos a serem percorridos é essencial para economizar. Afinal, quanto menos km rodados, menor o consumo de combustível. Planejar antecipadamente os trajetos das viagens é um diferencial que pode fazer a diferença no fim do mês.

Gestão de Abastecimento

As frotas estão sim cada vez mais modernas e econômicas, porém, não acompanhar e não planejar a rotina de trajetos e viagens pode pesar no bolso da empresa. Por isso, a MaxiFrota oferece soluções para o sistema de gestão da sua empresa. Contratar a  MaxiFrota Gestão de Abastecimento  é a melhor alternativa para contornar essas situações.

Através desse serviço você tem acesso a uma ferramenta virtual, simples e eficiente para o controle dos abastecimentos de sua frota. A partir da atualização da sua empresa para esse sistema, é possível reduzir em média 30% das despesas com combustível.

Unindo meio de pagamento e sistema de gestão, o controle de abastecimento permite que você tenha o comando total sobre o desempenho da frota. Isso é possível através da definição e gerenciamento de regras e permissões de abastecimentos dos seus veículos.

Compreender todos os aspectos de um negócio, seus pontos fortes e suas deficiências são uma boa forma de se começar a desenvolver um trabalho administrativo bem-sucedido. 

Entenda a Gestão de Abastecimento em quatro passos:

  • Parametrização

Juntamente ao gestor da empresa, são definidos os parâmetros a serem seguidos pelos motoristas no processo de abastecimento: dia e horário; tipo de combustível escolhido; quilometragem percorrida; capacidade do tanque; posto de preferência e valor do combustível.

Esses dados são necessários para uma especificação completa do modelo a ser seguido pelos condutores no processo de abastecimento. Esses parâmetros são cadastrados no sistema, dando forma as regras de utilização dos cartões para abastecimento.

  • Abastecimento

O condutor do veículo comparece ao posto de combustível para realizar o abastecimento.

  • Pagamento

O condutor do veículo insere o cartão de abastecimento na maquininha do cartão para efetuar a transação.

  • Gestão

O sistema vai autorizar a transação se os parâmetros definidos no primeiro passo, juntamente ao gestor, forem respeitados. A partir disso, você tem acesso a diferentes relatórios de performance de veículos e motoristas para a sua gestão.

Como contratar

Receba gratuitamente uma proposta do serviço de sistema de Gestão de Abastecimento da MaxiFrota. Acesse o nosso site e cadastre os seus dados na nossa plataforma online. Entraremos em contato com você oferecendo o melhor para a sua empresa.

 

Veja mais notícias sobre Gestão de Frotas


7 benefícios de ter 100% do controle da sua frota

Apesar de suas diferentes características de capacidade, consumo e manutenção, todos os veículos necessitam de atenção e cuidados especiais. Seja […]

Por Blog MaxiFrota - 1 de novembro, 2019

Como saber se sua empresa precisa de um sistema de gestão de frotas

Descontrole financeiro. Gastos excessivos com abastecimento. Ausência de um diagnóstico de informações sobre sua frota. Dificuldade em mapear o perfil […]

Por Blog MaxiFrota - 22 de outubro, 2019

Conteúdos sobre o universo da gestão de frotas para fazer a sua empresa ir cada vez mais longe. 

Baixe nossos Ebooks

ASSINE NOSSA NEWSLETTER