O que deve fazer parte de uma frota? 

O gerenciamento de veículos de uma empresa é responsável pela estruturação estratégica e operacional de transportes e condutores. Para garantir um funcionamento eficaz, é necessário expertise e agilidade no ramo. Por isso, separamos algumas dicas do que deve fazer parte de uma frota para que ela seja eficiente.  

Uma gestão de frota bem executada contribui para que todas as operações com veículos, seja de qual porte ele for, sejam realizadas da melhor forma. Esses atributos garantem produtividade em alta, redução de custos e vantagens na rapidez para a solução de demandas. 

Planejar, controlar processos e saber se o potencial da frota está sendo atingido são algumas das atividades básicas que devem fazer parte de uma frota e da sua gestão. Portanto, quando ela é bem gerenciada, é fácil saber quando um procedimento está saindo caro demais ou eficiente de menos. Dessa forma reunimos 8 dicas para criar uma gestão de frota eficiente, para contribuir com a necessidade real da sua empresa.    

 

Diagnóstico 

Crie uma lista para descrever todos os itens e demandas que sua empresa precisa. Os tipos de veículos, o estado deles, se precisam de conserto, anote a quilometragem, quanto é gasto em combustível, a manutenção, o salário dos condutores, etc.  

Após reunir essas informações, você vai conseguir ter uma visão mais detalhada sobre a situação atual e as reais necessidades de sua frota. Assim como vai identificar ou prever problemas e pensar previamente em soluções. Esse é o primeiro passo para criar uma gestão de frota eficiente.  

 

Política interna 

Definir metas e estabelecer meios e prazos para cumpri-las. Isso se refere ao planejamento futuro a curto, médio e longo prazo. A política é um conjunto de acordos entre empresa, trabalhadores e clientes.    

Para formular uma política para sua frota, você deve saber os objetivos detalhados da sua empresa. Ao desenvolver métodos para criar uma gestão de frota eficiente, você deve, primeiramente, descrever bem os serviços prestados e fixar algumas diretrizes. Dessa forma, essa política formulada por sua empresa servirá como conduta para seus funcionários, assim como direitos e contrapartidas dos clientes.  

 

Planejamento 

Para colocar os planos em prática, é preciso entender a situação atual e as necessidades reais de sua empresa. Portanto, para criar uma gestão de frota eficiente é preciso estar atento a esses processos. Desse modo é fundamental encontrar as ferramentas e procedimentos adequados e personalizados para cada situação.  

 

Lista de necessidades 

Precisa de detalhamento no rastreamento de veículos para traçar melhores rotas? Está pensando em utilizar ferramentas de premiação para motivar os funcionários? Está percebendo que há um aumento de gastos com combustível e manutenção? Por onde começar? Listar essas prioridades contribui para sanar demandas que podem estar causando transtornos. Além disso, essas respostas podem ser encontradas e até recebidas em mãos, ajudando a criar uma gestão de frota mais eficiente. Relatórios, análises precisas e condições atuais podem te ajudar a tomar as melhores decisões.  

Medidas acertadas contribuem para a agilidade, satisfação de clientes e o melhor: cumprimento de tudo que foi combinado diante da sua política. 

 

 Controle de gestão  

Para cumprir com todas as demandas citadas anteriormente, é necessário reunir o maior número de informações. De preferência a qualquer horário do dia e ao alcance das mãos. Para assegurar que sua política esteja sendo bem executada é necessário mais controle dos processos. Além disso, esse maior controle de detalhes e informação ajuda a atualizar seu diagnóstico e a criar uma gestão de frota mais eficiente para seu negócio. 

 

Tecnologia 

O mercado de frotas assim como o mercado como um todo está em constante mudança tecnológica. Para atender com agilidade e praticidade tanto as demandas quanto os clientes, essa atualização se faz fundamental. Assim, para criar uma gestão de frota mais eficiente, a utilização de ferramentas tecnológicas facilita a gestão da frota e beneficia todos os setores envolvidos. 

O uso de sistemas e equipamentos digitais permite o monitoramento a tomada de decisões, aprimorando assim todos os processos. Uma das primeiras mudanças percebidas é com a produtividade, que aumenta tanto na área administrativa quanto operacional.  

 

Ferramentas de gestão 

Planejamento de roteiro, desempenhos da operação, controle dos gastos com manutenção e combustível. Todas essas atividades podem ser analisadas e geridas através de ferramentas digitais que facilitam a vida útil de todos, empresa, funcionários e clientes. Escolher a ferramenta que melhor se adequa à realidade da sua empresa contribui para criar uma gestão de frota mais eficiente.  

Além disso, incentivar investimentos tecnológicos representa também uma série de benefícios. Redução de custos, manutenções preventivas, diminuição de quilometragem e controle da jornada de trabalho dos condutores são algumas delas.  

Compartilhe:

Deixe um comentário