Placa Mercosul – Curiosidades

As placas de automóveis no padrão Mercosul já estão sendo usadas de maneira gradual, mas você já sabe como ela te afeta? Confira os 5 principais fatos sobre essa novidade!

1. Troca, ainda, não obrigatória

Atualmente somente um grupo de veículos deve adotar a nova placa. São eles:

– Novos
– Que passaram por transferência de proprietário
– Que passaram por mudança de município
– Que trocaram de categoria (um táxi que vira um carro de passeio, por exemplo)
– Cuja placa atual não foi aprovada em vistoria e/ou está ilegível ou danificada

2. Categorias identificadas por cores

O novo modelo traz uma novidade que pode ser encarada como complexa. A partir de agora as placas terão cores que distinguem o tipo de veículo. Nas placas convencionais, essa informação era passada através da cor do fundo e tom das letras e, agora, passa a ser identificada pela borda e cores das letras. No padrão Mercosul, o fundo será sempre branco, somente a borda e as letras irão mudar de cor. A maioria das placas irão apenas trocar a cor que era usada no fundo para as letra, veja como fica a partir de agora.

 

Cores Categoria Utilização
Preto e cinza Particular veículos dos cidadãos brasileiros
Vermelho e branco Aluguel veículos de transporte público e aluguel
Verde e branco Fabricante veículos em testes
Branco e vermelho Aprendizagem veículos de autoescola
Branco e preto Oficial veículos de órgãos federais, estaduais e municipais
Cinza e preto Coleção veículos com idade superior a 30 anos de fabricação, que se apresentem em estado de originalidade
Branca e azul Missão Diplomática* utilizada por autoridades internacionais
Dourado e preto Representação veículos oficiais de autoridades

 

3. Sequência diferente da atua

No novo modelo não veremos o padrão de sequência como o de 7 caracteres, sendo os três primeiros, letras e os 4 posteriores, numerais. a partir de agora, no novo modelo, veremos também 7 caracteres, mas o segundo número da sequência terá uma letra e em ordem, seguirá da seguinte maneira:

Como é Como ficará
0 A
1 B
2 C
3 D
4 E
5 F
6 G
7 H
8 I
9 J

 

Assim uma Placa com as informações: PLC 1938 passará a ser PLC 1J38.

4. Estado e cidade de registro não identificados

Atualmente nas placas convencionais, a identificação do local de registro é feita com base nas informações presentes no centro superior das placas onde podemos ver duas informações – O nome da Cidade e Estado de registro. No modelo Mercosul esse espaço mostra apenas o País de origem e as demais informações já não serão identificadas e sua principal forma de identificação se dá através de o App Sinesp Cidadão, que também avisa se o veículo tem registro de furto

5. Custos mais acessíveis

O Rio de janeiro, pioneiro na adoção do novo modelo, o custo teve uma baixa de R$219,35 para R$193,84 para os carros particulares e de R$ 90,12 para R$ 64,61 para motocicletas. A principal razão da queda se dá porque o modelo Mercosul não exige o lacre da placa traseira, e assim, o valor deixou de ser cobrado.

As novas placas trarão um padrão para todos os países que participam do Mercosul e também trazem um charme para os nossos veículos. Conta para nós nos comentários o que achou da novidade e se em seu estado já existem carros com o novo modelo.

#DicasMaxi #PlacasMercosul

Veja mais notícias sobre Curiosidades


Perfil do caminhoneiro no Brasil

Uma pesquisa relizada pela CNT – Confederação Nacional do Transporte mostrou o perfil dos caminhoneiros do Brasil e podemos conferir […]

Por Blog MaxiFrota - 7 de junho, 2019

Placa Mercosul – Curiosidades

As placas de automóveis no padrão Mercosul já estão sendo usadas de maneira gradual, mas você já sabe como ela […]

Por Blog MaxiFrota - 20 de maio, 2019