Vale a pena usar uma tag pedágio na frota?
29 de novembro, 2022 2734
Gestão de Pedágios e Estacionamento
Artigo Artigo

Vale a pena usar uma tag pedágio?

Os pedágios são bastante utilizados nas rodovias brasileiras como uma forma de gerar orçamentos para a realização de obras de melhorias nas estradas.

Não há dúvidas de que muitas estradas estão em condições precárias. Mas, você sabe por que chegaram nesse ponto? Bem, as verbas do governo para lidar com as reformas não eram suficientes. 

Por isso, a privatização começou a acontecer em diversos trechos, que agora passam por reformas e, claro, novas estações de pedágio são instaladas nesses pontos para arcar com todos os custos.

Embora seja um benefício para quem enfrenta essas vias com frequência, é um desafio na gestão de custos das frotas e operações de transporte.

Soluções para conseguir controlar e facilitar o pagamento desses pedágios já surgiram, e a Tag Pedágio é uma delas. Entenda melhor a seguir seus benefícios e, também, desvantagens, para tomar uma decisão correta na hora de implementar a solução.

Vantagens da Tag Pedágio

Agilidade e produtividade

Ao usar uma tag pedágio, o motorista não precisa parar e realizar um pagamento na hora. A cobrança acontece diretamente no aplicativo ou sistema, podendo tanto ser paga através de um crédito na plataforma ou realizando um acúmulo de todos os valores para ser pago ao final de cada mês.

O grande benefício disso é a economia de tempo que o motorista tem, pois, muitas vezes, pega fila e gasta alguns minutos pegando o dinheiro, contando moedas e esperando o troco.

Praticidade

A cobrança automática pelo uso da tag pedágio não tem nenhum tipo de complicação. Sua implementação é fácil e rápida, bastando colar a tag no painel ou vidro do veículo.

Todo o restante do controle, como de valores gastos, é realizado pelo sistema ou aplicativo.

Ou seja, é prático tanto para o motorista, quanto para o gestor.

Controle de custos

O fato de acumular os custos para um pagamento único é vantajoso demais. 

Ao invés de ficar separando os valores em dinheiro para cada motorista que precisar realizar um deslocamento e passar em um posto de pedágio, você só precisa inserir um crédito na plataforma ou aguardar o fechamento do mês para pagar o valor acumulado total — esses métodos de pagamento podem variar conforme a tag pedágio contratada.

Além disso, também tem mais segurança de que todo o dinheiro gasto é realmente utilizado no pedágio. Por vezes, as moedas e pequenas notas que são recebidas de troco podem ser utilizadas para outros fins, perdidas ou mesmo serem esquecidas no veículo.

Utilização para estacionamentos

Com a concorrência aumentando, as empresas que oferecem a tag pedágio buscam se diferenciar e oferecer algo a mais para quem adere à solução. Por exemplo, ao possibilitar que a tag também cubra custos de estacionamentos diversos.

Desvantagens da tag pedágio

Limitação de atendimento

Pode ser que você utilize a tag pedágio que não cobre todos os postos do país. 

Por ser um território extenso e, em alguns trechos, serem diferentes os responsáveis pela cobrança desses pedágios, você pode enfrentar partes da estrada que o serviço não cobre.

Cobrança de mensalidades e taxas

Muitas das empresas que disponibilizam a tag pedágio para cobrança automática colocam uma taxa em cima do serviço. Algumas optam por cobrar apenas a taxa de adesão e disponibilização da tag, conforme solicitação da empresa.

Em outros casos, a cobrança acontece apenas por uso. Ou seja, se a tag não for utilizada no período de contabilização para pagamento, nenhuma taxa será cobrada.

Portanto, é um ponto que deve ser avaliado com cuidado na hora de escolher a solução para a sua frota.

Quando usar a tag pedágio?

É interessante utilizar esse recurso em todas as frotas e operações de veículos. Afinal, com as viagens e deslocamentos frequentes, os custos com pedágio podem sair do seu controle. 

Nesse sentido, é fundamental utilizar a solução para providenciar um controle correto e preciso dos valores utilizados para esse fim todos os meses.

Você também pode avaliar a sua decisão entendendo quais são as opções de pagamento nos postos de pedágio:

  • Pagamento com cartão de débito e crédito;
  • Envio de PIX;
  • Dinheiro.

Em algumas praças, também é possível utilizar cheque e boleto bancário, embora sejam formas menos comuns — até por serem pouco práticas.

Na verdade, sempre que não for pago em dinheiro, vale investigar se a estação que o motorista vai passar aceita a forma escolhida. 

Para facilitar a sua gestão de frotas, conheça a MaxiFrota. Aqui, temos soluções focadas na otimização de processos e redução de custos da sua empresa, inclusive com a MaxiFrota Fast Pass — a solução tag pedágio que você precisa.