Despesas Fixas e Variáveis De Uma Frota De Veículos | MaxiFrota
20 de setembro, 2022 3047
Gestão de Frotas

Despesas Fixas e Variáveis De Uma Frota De Veículos

As despesas de uma frota de carros podem ser divididas em dois grandes grupos: despesas variáveis e despesas fixas. As despesas variáveis são aquelas que mudam de acordo com o número de carros que você possui e com a quantidade de quilômetros que eles rodaram.

Já as despesas fixas são os encargos que o valor não altera mensalmente, e que você já sabe o quanto vai ter que desembolsar no fim do mês para fazer o pagamento.

Afinal, quais são as Despesas Variáveis?

Antes de tudo você precisa entender que nesta modalidade de despesa é aonde os gestores de frotas devem focar para evitar surpresas no orçamento. Uma vez que elas se primordiais, pois não tem como saber ao certo o seu valor, podem sair do controle e vim muito acima do esperado, causando assim um grande déficit nas contas da empresa.

As principais despesas variáveis de uma frota de carros são:

Combustível

Esse é um dos principais gastos de uma frota de carros e varia de acordo com o número de carros que você possui e com a quantidade de quilômetros que eles rodaram. Outro fator que pode causar uma grande variação, é a falta de manutenção nos veículos, uma vez que pode ocasionar perda de desempenho.

Pneus

Outro gasto importante de uma frota de carros são os pneus. Por isso é sempre bom ficar atento ao ciclo de vida deles e se preparar financeiramente para a troca.

Manutenção

Quando a manutenção está em dias, dificilmente os veículos vão apresentar problemas constantemente, por isso, ter um bom plano de manutenção evitará surpresas no fim do mês.

Despesas Fixas

Aqui são listadas aquelas que não mudam com o passar do tempo, ou pelo menos do mês. Podemos citar aqui, salários, depreciação, impostos e etc.

As principais despesas fixas de uma frota de carros são:

Depreciação

A depreciação é o gasto que representa o desgaste dos carros com o uso. Como ela é trabalhada em uma porcentagem fixa, dificilmente irá variar, exceto em casos de avarias externas.

Impostos

Os impostos também são um gasto importante de uma frota de carros. Eles devem fazer parte sim do seu balanço. Como IPVA, licenciamento do veículo e qualquer taxa fixa extra.

Salários

Os salários dos funcionários que trabalham na frota de carros também são um gasto importante. Obviamente, as despesas referente a pessoal devem constar no seu balanço, uma vez que pelo menos anualmente ele será fixo, não se enquadra em váriaveis.

Aluguel

Em muitas empresas é feita a locação de espaços para armazenar os veículos. Por se tratar de contratos, os reajustes podem acontecer mas em tempo certo, periodicamente, e não mês a mês.

Aonde o Bom Gestor De Frotas Deve Focar?

Obviamente que você tem que trabalhar as duas modalidades de despesas em conjuntos a fim de diminuir ambas. Entretanto, as despesas variáveis devem ter um pouco mais de atenção, uma vez que elas podem sair do controle e acabar trazendo com si um grande prejuízo.

Sempre deixe uma margem de variação dentro da realidade da empresa, tanto para mais e para menos, isso será importante para uma previsão mais segura.

E lembre-se, sempre verifique os indicadores para saber aonde pode está causando um aumento.

Leia também:

Como melhorar a gestão de frotas

Conheça os objetivos da gestão de frotas